Download e-book for kindle: A INDÚSTRIA DA FELICIDADE: A TRISTEZA SISTEMATIZADA COMO by CLEBERSON EDUARDO DA COSTA

By CLEBERSON EDUARDO DA COSTA

(a5, 132 páginas) - Dentre as muitas correntes de pensamento que, aos seus modos, procuraram e/ou procuram abordar os problemas da chamada tristeza profunda, angústia e/ou melancolia (chamada também no mundo pós-moderno de depressão) apresentar-se-ão, aqui, algumas delas:
1-As de caráter psiquiátrico e/ou psicológico;
2-As de caráter antropológico;
3-As de caráter teológico;
4-E as de caráter filosófico-existencialista.
II
Na unidade I, abordaremos a primeira corrente, que é formada por psiquiatras e/ou psicólogos que, doravante, definem a depressão, chamada por eles de tristeza profunda, como sendo uma espécie de “doença psychological” pós-moderna e, que, nesse sentido, deve ser combatida – buscando-se a cura do indivíduo por ela acometido – com o uso sistemático de remédios, conhecidos estes como “antidepressivos e/ou estabilizantes do humor, etc.”
Na unidade II, de uma forma crítica, desenvolveremos as nossas proposições sobre a chamada Indústria da Felicidade, específica das sociedades pós-modernas capitalistas, caracterizando-a com as ideias de:
1-“Patologização da tristeza”;
2-Formação de uma espécie de “sociedade dos hipocondríacos”, entendida esta como sendo uma forma ideológica de alavancar e sistematizar, em escala international, a chamada “Indústria Farmacológica e/ou da venda de remédios (em especial os dos chamados antidepressivos e/ou ditos “estabilizadores de humor”).
Na unidade III, saindo do plano das explicações médicas-científicas (psiquiátricas e/ou psicológicas) – que entendem e definem a tristeza profunda, angústia e/ou depressão como doença –, entraremos nas perspectivas epistemológicas de outras três correntes, que trazem outras interpretações, a saber:
1-As antropológicas neoevolucionistas (isto é, aquelas que procuram atrelar a ideia de angústia, tristeza profunda e/ou depressão, não como doença, mas como um processo de caráter evolutivo, isto é, de novas exigências sociais de adaptabilidade humana). Nesse sentido, partindo-se das proposições de Charles Darwin, veremos como é que pesquisadores da chamada corrente neoevolucionistas procuram compreendê-la como uma espécie de “mal necessário”, ou seja, como se ela, a chamada angústia, depressão e/ou tristeza profunda, além de não ser exatamente uma doença, tivesse também um chamado “lado bom.”
2-As de fundamentação teológica, ou seja, aquelas que associam a angústia, depressão e/ou a tristeza profunda às causas dos chamados men da alma e/ou do espírito, sendo a mesma, por eles, entendida também como sendo o resultado do afastamento do homem de Deus, fruto do pecado e/ou da impossibilidade (não se tendo fé) de se querer compreender, pela razão, aquilo que só seria possível de ser entendido por meio da fé.
3-As filosófico-existencialistas, isto é, aquelas que associam a angústia, depressão e/ou a tristeza profunda às consequências específicas de uma suposta “existência inautêntica” e/ou então de uma suposta “condição humana desumana”, entendidas, pelos chamados filósofos da corrente existencialista, como uma espécie de náusea, desespero e/ou então de angústia social profundas, sintetizadas pela ideia da “perda do sentido da existência”.
III
Esperamos que, essa obra, de alguma forma, possa contribuir à formação de uma geração não somente mais saudável do ponto de vista físico e/ou psychological (orgânico), mas também espiritual, já que, em filosofia, ideia significa o mesmo que espírito.

Show description

Read Online or Download A INDÚSTRIA DA FELICIDADE: A TRISTEZA SISTEMATIZADA COMO DOENÇA & A APOLOGIA DO VÍCIO EM ANTIDEPRESSIVOS (Portuguese Edition) PDF

Similar consciousness & thought books

F. Svenaeus's The Hermeneutics of Medicine and the Phenomenology of PDF

Fredrik Svenaeus' booklet is a pride to learn. not just does he show willing realizing of quite a lot of themes and figures in either drugs and philosophy, yet he manages to carry them jointly in an leading edge demeanour that convincingly demonstrates how deeply those major fields could be and, finally, has to be together enlightening.

Read e-book online The Discovery of the Artificial: Behavior, Mind and Machines PDF

This sequence will comprise monographs and collections of reviews dedicated to the research and exploration of information, info, and information processing platforms of all types, regardless of no matter if human, (other) animal, or computing device. Its scope is meant to span the complete variety of pursuits from classical difficulties within the philosophy of brain and philosophical psychology via concerns in cognitive psychology and sociobiology (concerning the psychological functions of alternative species) to rules relating to man made intelligence and to desktop technological know-how.

Get The Poetics of Sleep: From Aristotle to Nancy PDF

To what quantity does sleep represent a restrict for the philosophical mind's eye? Why does it recur all through philosophy? what's at factor within the repeated relegation of sleep to the area of physiological research (as in Kant, Freud and Bergson), in favour of marketing the severe research of goals and dreaming as a key indicator of modernity?

Frederick Adams,Kenneth Aizawa's The Bounds of Cognition PDF

An alarming variety of philosophers and cognitive scientists have argued that brain extends past the mind and physique. This publication evaluates those arguments and means that, generally, it doesn't. A well timed and suitable research that exposes the necessity to improve a extra refined idea of cognition, whereas pointing to a daring new course in exploring the character of cognition Articulates and defends the “mark of the cognitive”, a typical experience concept used to tell apart among cognitive and non-cognitive tactics demanding situations the present acclaim for prolonged cognition conception via serious research and by means of stating fallacies and shortcoming within the literature Stimulates discussions that might develop debate in regards to the nature of cognition within the cognitive sciences

Extra resources for A INDÚSTRIA DA FELICIDADE: A TRISTEZA SISTEMATIZADA COMO DOENÇA & A APOLOGIA DO VÍCIO EM ANTIDEPRESSIVOS (Portuguese Edition)

Example text

Download PDF sample

A INDÚSTRIA DA FELICIDADE: A TRISTEZA SISTEMATIZADA COMO DOENÇA & A APOLOGIA DO VÍCIO EM ANTIDEPRESSIVOS (Portuguese Edition) by CLEBERSON EDUARDO DA COSTA


by Donald
4.1

Rated 4.75 of 5 – based on 17 votes